Notícias
Solsef
Missionários da Bolívia contribuem para o Sol Nascer para Todos

Os Missionários do Espírito Santo chegaram à Bolívia em 2003 e, até ao ano 2013 havia uma só comunidade que tinha responsabilidade pastoral de uma paróquia. Em janeiro de 2013, essa paróquia é dividida em duas. Em março de 2014, aumentam os compromissos pastorais e as duas comunidades espiritanas assumem o cuidado de três paróquias: duas, na grande cidade de Santa Cruz (São João Batista e Maria de Nazaré) e a terceira, na zona rural de Buenavista (Paróquia de Los Santos Desposorios).






A equipa missionária que formou a missão era composta por dois sacerdotes (1 brasileiro e 1 mexicano) e por uma leiga brasileira, Maria de Jesus, que ainda se encontra a trabalhar na missão, atualmente. À Maria de Jesus, acrescentam-se mais 4 elementos que formam a equipa missionária atual: 2 portugueses (Pe. Márcio Asseiro e o Espiritano André Azevedo), 1 cabo-verdiano (Pe.Flávio) e 1 ganês (Pe.Andrew).  




Desde do seu início, a missão espiritana da Bolívia teve sempre uma marca paroquial, constituindo a consciência de uma Igreja Missionária que está ao lado dos mais abandonados, em defesa da Justiça e da Paz e ao serviço das igrejas locais, no diálogo com as outras religiões.  

Além da celebração das missas e catequeses, existe também um Centro Pastoral Espiritano onde são organizadas formações pastorais.




No Centro Pastoral Espiritano organizam-se, também, atividades para a capacitação das mulheres, tais como cursos de artesanato e fabricação de chocolates. Acrescentam-se, também, cursos de saúde e fabricação de cremes, pois a Maria de Jesus, responsável por estas atividades, é formada em Medicinas Alternativas. Todos os produtos produzidos pelas mulheres no Centro Pastoral Espiritano são, posteriormente, vendidos e parte do valor angariado é dado às mulheres de forma a contribuir para a promoção feminina.




A missão da Bolívia estendeu-se também à terapia ocupacional no Estabelecimento Prisional de Pamasola. Durante muitos anos, era o Pe. Leonardo que organizava essas terapias, com o objetivo a preparar os reclusos para a sua reinserção na sociedade. Nos dias de hoje e, visto ao seu prosseguimento, é a Diocese local que está encarregue pela realização destas atividades.

 

A Missão Católica da Bolívia é reconhecida, do ponto de vista social, como um organismo essencial para a valorização daqueles que são renegados, chegando a cerca de 120 mil habitantes.

O Sol nasce para todos
Organização Não Governamental para o Desenvolvimento
Facebook Youtube Instagram LinkedIn
Copyright 2021 Sol Sem Fronteiras Todos os direitos reservados
Design by: www.mediaminds.pt