Voluntário
Notícias
Solsef
Missionários de Nampula contribuem para o Sol Nascer para Todos

Os Espiritanos portugueses chegaram à Paróquia de São João de Deus, na cidade de Nampula, no ano 2003. Esta comunidade tinha sido fundada no ano 1989 pelo Pe. Manuel Nogueira, dos Irmãos de São João de Deus. Após o seu falecimento, os Espiritanos ficaram responsáveis pela gestão da Paróquia, em parte devido à proximidade com as paróquias de Itoculo e Netia, onde os Espiritanos também desenvolvem um intenso trabalho e seria importante ter como referência uma Paróquia na cidade.


A Equipa Missionária que dá assistência à Paróquia de Nampula é formada por várias Congregações Religiosas além dos Missionários do Espírito Santo. As Irmãzinhas da Imaculada Conceição e os Irmãos de São João de Deus já lá estavam antes da chegada dos Espiritanos e à equipa missionária ainda se veio juntar, há seis meses atrás, a Congregação das Irmãs de Santa Maria Madalena Postel.


Cada membro da equipa missionária tem as suas responsabilidades assinaladas. Por este motivo, uma vez por mês, é realizada uma reunião com a finalidade de avaliar o trabalho feito e programar as tarefas para as semanas seguintes.


Para além disso, ainda existe o Conselho Paroquial, um conjunto de 20 pessoas leigas que também tem responsabilidades na paróquia, e que reúnem com a equipa missionária de dois em dois meses para identificar as necessidades do bairro e definir as áreas de intervenção.


O trabalho desenvolvido pela Missão na área da Educação tem um grande impacto, uma vez que acolhe muitas crianças que estavam fora do sistema nacional de ensino devido à falta de vagas oferecidas pelo governo moçambicano. Atualmente a Missão tem uma escola primária em funcionamento desde 2009, e uma escola secundária de primeiro ciclo com previsões de ser ampliada nos próximos tempos para acolher também o segundo ciclo do secundário.



O Pe. Alberto Tchidemba com alunos da Escola da Missão



Na área da saúde, a Missão gere o Centro de Nutrição, onde se tratam crianças subnutridas e doentes com uma papa chamada "Multimistura”. Este alimento é elaborado por mulheres formadas especificamente para este trabalho, com diferentes cereais e ervas medicinais.


A equipa também administra a Biblioteca paroquial, que é muito utilizada pelos jovens universitários do bairro, mas também de outras partes da cidade, e que foi equipada com o apoio dos Jovens Sem Fronteiras através de uma campanha de angariação de livros e manuais escolares.


Outro dos projetos desenvolvidos na Missão são os cursos de corte e costura para mulheres, que servem para melhorar as suas opções de empregabilidade e garantir a sua independência económica.


Para além destas atividades, também são organizados cursos de costura para crianças no âmbito escolar, e de informática a preços reduzidos, a fim de facilitar a inserção laboral dos jovens do bairro.


O intenso trabalho desenvolvido por esta equipa beneficia um amplo número de pessoas. A Escola, o Centro de Costura, o Centro de Nutrição e a Biblioteca (ainda que seja difícil quantificar porque não são todos os usuários que estão registados) apoiam cerca de duas mil pessoas, contando com utentes e colaboradores das instalações socias. A nível pastoral, a comunidade dá assistência a perto de 9000 pessoas.


Apesar da grande quantidade de atividades desenvolvidas pela Equipa Missionária, ainda têm forças para continuar a trabalhar para melhorar a vida da comunidade. Os planos para o futuro passam por consolidar pouco a pouco, o ensino primário, além de procurar implementar todos os níveis de aprendizagem no Bairro: desde o jardim de infância até o fim do ensino secundário.

 

O Sol nasce para todos
Organização Não Governamental para o Desenvolvimento
Facebook Youtube Instagram
Copyright 2019 Sol Sem Fronteiras Todos os direitos reservados
Design by: www.mediaminds.pt