Notícias
Solsef
História de vida | Cadi

Apesar da Cadi morar noutro continente, a distância que há entre ela e a Solsef é de apenas um passo. Esta mulher de rosto amigável é uma figura muito ativa na comunidade de Contuboel, na Guiné-Bissau, uma vila onde a Sol sem Fronteiras já desenvolveu dois projetos, e com a qual continuamos a manter uma forte ligação.


A Cadi faz parte da equipa de colaboradores que trabalham com a Irmã Luzinete, da Congregação Santa Teresinha do Menino Jesus, no grupo de Medicina Natural gerido pelas irmãs na vila. Este grupo é um dos vários que existem em diferentes localidades espalhadas por todo o território guineense, num projeto impulsionado pelo Pe. Alberto Zamberletti, com o apoio da Cáritas da Guiné-Bissau, desde o início dos anos 2000.


 Historia de Vida - Cadi

A Cadi, no lado esquerdo da imagem, durante o processo de embalagem dos remédios


Grupos locais de medicina natural em constante aprendizagem.


A Cadi, junto com a Irmã Luzinete e o resto de colegas, são as encarregues de identificar as plantas medicinais no mato, apanha-las e depois transforma-las em medicamentos, xaropes e pomadas para tratar as doenças mais comuns, como anemia ou paludismo. Mas o seu trabalho está sujeito a um estudo e aprendizagem constantes. Por exemplo, se bem é verdade que a medicina natural é de fácil acesso para as populações, nem sempre é fácil saber qual a dosagem certa do principio ativo que deve ser utilizada. Para investigar sobre esta e outras questões, a equipa recebe o apoio da Cáritas e de outras instituições a trabalhar na área da medicina natural, como a Associação Tabanka, criada pela médica Sonja Schwab.


Estas organizações dão suporte às equipas locais através da investigação e da formação. Um dos principais interesses tem sido o de compilar e sistematizar o conhecimento popular. Para tal, a Cáritas criou equipas de voluntários que recolhem as informações junto dos anciões e curandeiros nas tabancas. Depois as informações e plantas são levadas para um pequeno comité científico que tem o papel de ver a importância destas ervas e qual a forma de uso para o tratamento.


Por outra parte, a Associação Tabanka tem-se focado na formação, com a criação de manuais de medicina natural e de higiene, e também com formações presenciais junto das equipas, como a da Cadi, em Contuboel.

 

A medicina natural está em crescimento


Nos últimos anos a consideração da medicina natural entre a população tem vindo a crescer, fruto do esforço realizado por estas organizações na sua divulgação.


A Associação Tabanka, em parceria com artistas locais, tem criado brochuras e pequenos livros educativos para as escolas, assim como manuais com ilustrações que são distribuídos nas tabancas para que, mesmo as pessoas que não sabem ler, possam perceber as vantagens da medicina natural. Da sua parte, a Cáritas tem organizado exposições e feiras com o intuito de apresentar os remédios junto das pessoas.


A utilização da medicina natural na Guiné-Bissau, da forma como está a ser feita pela equipa da Cadi, demonstra uma admirável relação de equilíbrio entre o ser humano e o seu meio. Fica aqui este pequeno artigo como nota de respeito.


O Sol nasce para todos
Organização Não Governamental para o Desenvolvimento
Facebook Youtube Instagram LinkedIn
Copyright 2021 Sol Sem Fronteiras Todos os direitos reservados
Design by: www.mediaminds.pt