Notícias
Solsef
Missionários de Munhino contribuem para o Sol Nascer para Todos

 Os Missionários do Espírito Santo chegaram às terras da Huíla (Angola) há mais de 120 anos. Ali investiram nas populações em risco de exclusão social construindo igrejas, internatos, escolas e postos de saúde.


A Missão do Munhino foi fundada em 1898, pelo Pe. José Maria Antunes, num terreno adquirido pelo Pe. Carlos Duparquet que se localiza na cidade do Lubango (capital da província da Huíla).




Com a independência de Angola, quase todas as infraestruturas religiosas e de apoio às comunidades construídas pelos espiritanos foram confiscadas, sendo devolvidas anos mais tarde, muito destruídas.


Ao longo destes anos, os missionários têm trabalhado na reconstrução dos edifícios para que o trabalho pela justiça e pela paz continue. Atualmente, vigora um centro de formação para noviciados que tem 8 jovens a se formarem no carisma espiritano.


Para além do atendimento pastoral e evangelizador, a ação de promoção integral da pessoa humana desenvolvida por esta Missão Católica também se estende à saúde, à educação e à agronomia.


Na educação, os espiritanos dedicam-se à coordenação da "Escola Missionária Padre José Maria Pereira”, uma escola de ensino Primário e Básico. Na saúde, o Posto de Saúde atende às comunidades locais e vizinhas, prestando os cuidados básicos e realizando campanhas de vacinação.


Já na agronomia, os pomares e as hortas que são cultivados na Horta Comunitária ajudam a abastecer as missões e os seminários mais próximos. Através desta horta, os espiritanos também formam a população no que diz respeito a questões vinculadas à agricultura, contribuindo para o desenvolvimento sustentável local e para o cuidado do meio ambiente. 


Nesta missão, há uma grande riqueza: a água. Através do seu uso racional, do seu acesso gratuito e do seu cuidado, os missionários ajudam a que os recursos naturais estejam sempre ao serviço das populações.


Em 2016, os 16 voluntários do projeto "Abraçar a Missão” viajaram até esta Missão, com o intuito de a conhecer e de poderem colaborar nas suas diferentes áreas de atuação.


Movidos pela vontade de partilhar os seus conhecimentos, apoiaram a capacitação de professores e de líderes das comunidades cristãs, potenciaram a horta comunitária e conversaram sobre cidadania. Promoveram a saúde pública e a higiene sanitária. Auxiliaram na reabilitação de estruturas educativas, que devido ao abandono causado pelos anos da guerra civil que assolou este país, estavam em grande estado de degradação.


Ao longo do tempo, o trabalho social desenvolvido com a comunidade de Munhino é um exemplo de como a cooperação internacional contribui para a promoção humana.



 

O Sol nasce para todos
Organização Não Governamental para o Desenvolvimento
Facebook Youtube Instagram LinkedIn
Copyright 2021 Sol Sem Fronteiras Todos os direitos reservados
Design by: www.mediaminds.pt