Notícias
Solsef
Olhares sobre Áfricas | A inauguração

Sábado, dia 28 de outubro, inaugurámos a nossa primeira exposição – "Olhares sobre África’s”, uma exposição de aguarelas solidária. Contámos com a presença de muitos amigos da Sol sem Fronteiras, mas também de dois oradores muito especiais que reforçaram como a beleza destas obras, para além de visual, reside em grande parte na nossa relação com o continente africano.

Pelas 11h os visitantes foram chegando ao Largo Residências – a quem muito agradecemos pela cedência do espaço – e passeando pela exposição. Ao longo de todo o espaço estão dispostas diferentes secções, divididas por país e por tema, que convidam a uma volta pelo espaço como quem dá uma volta breve por alguns países africanos. Animais, frutas, crianças, igrejas, mulheres que marcam a história da Sol sem Fronteiras e dos nossos projetos de voluntariado e cooperação internacional, ao longo destes 24 anos de existência.


 

À esquerda, secção especialmente pensada para os mais pequeninos "e para quem quer ser pequenino", contendo curiosidades sobre as culturas africanas.

 À direita, um pormenor da exposição, com os dados para a aquisição de aguarelas.


Reunidos os visitantes, foi a vez do presidente da associação, Nelson Gomes, dar início à inauguração com algumas palavras sobre a exposição, o pintor Fernando Maria – que por razões pessoais não pôde estar presente – e dar também uma breve explicação sobre os diferentes países e temas em que a exposição estava organizada – porquê aquelas legendas e que relação tem a Solsef com Cabo Verde, Guiné-Bissau ou Moçambique?


 

Nelson Gomes, presidente da Sol sem Fronteiras, começa a discursar sobre a relação da Solsef com África. A plateia ouve, atenta.


Seguiu-se um discurso da parte do Padre Nuno Rodrigues, da Congregação dos Missionários do Espírito Santo, que nos falou sobre a importância da cooperação internacional nestes países, partilhando também algumas experiências vivenciadas nos países em que já esteve em Missão e de onde trouxe histórias para contar sobre os povos, as culturas e as terras. Terminou a sua intervenção com um belíssimo poema de Amílcar Cabral, sobre a magia que uma simples chuva pode trazer à Guiné-Bissau.


 

O discurso do Padre Nuno Rodrigues, e o momento em que declamou o poema "Regresso", de Amílcar Cabral.


Por fim, Ama Tijane Seidi, presidente da organização RAJ – Guiné-Bissau, uma Rede de Associações Juvenis que trabalha com os jovens dos diferentes bairros de Bissau e, mais recentemente, no interior deste país, disse também algumas palavras sobre o trabalho da sua organização e sobre o que tem aprendido sobre as pessoas deste país e sobre como é importante este trabalho conjunto com as mesmas.


 

À esquerda, Ama Tejani Seidi, presidente da RAJ-GB, enquanto discursava, e à direita com Nelson Gomes, presidente da Solsef.


A partir de então, os visitantes ficaram disponíveis para terminar de ver a exposição e colocar as suas reservas – todas as aguarelas podem ser adquiridas a partir de um donativo que reverte totalmente a favor do projeto "Capacitando Futuro”, a desenvolver em Bissorã, na Guiné-Bissau, no próximo ano.


A exposição pode ainda ser visitada até 27 de novembro, e todos os domingos contará com um momento infantil, sob a animação da Joana Maria, com um conto infantil e uma atividade plástica, pelas 11h


Resta apenas agradecer ao IPDJ, que nos apoiou em todo o processo. Agradecemos também ao Largo Residências por ter acolhido esta exposição sem reservas, aos voluntários que, incansavelmente, nos ajudaram a montar a exposição no dia anterior e a desenvolvê-la durante os meses do verão, e a todos os que vieram à inauguração. 



                                                 Obrigado a todos!



O valor angariado com a Exposição reverte para "Capacitando Futuro". O projeto é co-financiado por: 




O Sol nasce para todos
Organização Não Governamental para o Desenvolvimento
Facebook Youtube Instagram LinkedIn
Copyright 2021 Sol Sem Fronteiras Todos os direitos reservados
Design by: www.mediaminds.pt