Notícias
Solsef
Ponte 2015 - A família é a solução!

          Duas semanas já se passaram desde a partida dos nossos voluntários de curta duração e o trabalho continua! Desta vez, os nossos pontistas contam-nos como se têm dedicado a um ramo basilar da sociedade - a família - um ramo que pode ter muitos problemas mas que, com amor e dedicação, se pode tornar numa solução. Leiam então o testemunho dos voluntários em Ponte 2015.

          "Na segunda semana do nosso Projeto Ponte aproximamo-nos da realidade familiar. De 9 a 16 de Agosto, a Igreja no Brasil celebrou a Semana Nacional da Família, onde sentimos que era uma dimensão importante a valorizar no nosso tempo de voluntariado de curta duração. Um momento para redescobrir a importância da família para a sociedade, em pleno século XXI, onde existe muitos desafios sociais e económicos.

 
 
 

A situação familiar em Queimados

 

             O nosso grupo Ponte teve a oportunidade de sentir que a família necessita de ser cada vez mais valorizada. Ao percorrer as ruas da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição em Queimados, vimos que as famílias possuem diversos problemas que destroem os valores da unidade e da fraternidade que deveriam habitar nas suas casas. Ao dividirmo-nos em grupos de dois, fomos visitando as diversas comunidades cristãs desta Paróquia, fazendo visitas aos doentes e participando nos encontros de reflexão. Somos, por isso, encorajados a agir com a máxima urgência para que se encontre soluções aos problemas.

            A Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e Família e a Comissão Nacional da Pastoral Familiar prepararam um guião onde propuseram um roteiro de sete encontros oferecendo pistas para um melhor conhecimento da realidade familiar. Sente-se, por isso, uma grande necessidade de responsabilizarmos em proteger a família como uma célula vital para o crescimento pessoal de cada indivíduo e da própria sociedade. A grande questão é: diante das mudanças político-sociais do Brasil, que respostas se podem dar?

 

 

Os jovens – o problema e a solução

 

         Aqui na Baixada Fluminense existe um elevado número de adolescentes e jovens envolvidos no mundo da droga. Por carência afectiva e económica, procuram fugir das suas realidades acreditando que o consumo de substâncias ilícitas facilita o esquecimento dos seus problemas pessoais, oferecendo-lhes uma vida melhor momentaneamente. Acontece que muitos desta juventude excluída possuem umfuturo sem esperança, condenados pela própria sociedade em que vivem e que não conseguem encontrar mãos abertas que acolhem e defendem as suas vidas.

         Ficámos fascinados com a resposta dada pelo Pe. Renato Chieira, o anjo da guarda da Baixada Fluminense, que, respondendo a estes desafios, abriu as mãos para apoiar estes jovens. Partimos para a cidade de Nova Iguaçu, onde passamos o dia, na Instituição Casa do Menor São Miguel Arcanjo, cuja missão é acolher crianças, adolescentes e jovens em situação de risco social e/ou pessoal. De manhã estivemos nas Oficinas em Miguel Couto, um lugar de formação profissionalizante e de integração destes jovens no mercado de trabalho. De seguida, visitámos a Casa-Lar onde partilhamos a nossa alegria com as crianças vitimizadas pelos problemas do mundo da droga. De tarde partimos para Tinguá ao encontro da juventude com dependência química. Com estes encontros percebemos que o mundo da droga influencia e impossibilita que os jovens tenham um futuro risonho. Sente-se portanto que a sociedade da Baixada Fluminense necessita de obreiros que se coloquem aos serviços destes pequenos e esquecidos da nossa sociedade, arriscando a olhar para esta juventude como um irmão que necessita de encontrar portas abertas e alguém que, acima de tudo, os ame sem medida. Assim compreendemos profundamente o lema desta Instituição Social, "Aquilo que fizeste a um desses irmãos pequeninos, a mim o fizestes.” (Mt 25, 40).

 
 
                                         
         Voluntária Marlene Veríssimo brinca com uma criança da Casa do Menor S. Miguel Arcanjo
 

          Estamos em plena Hora da Família, Hora de Arriscar para que outros jovens tenham esperança de um futuro melhor. Hora de Apoiar as famílias para que elas sejam, na verdade, a solução e os alicerces de uma sociedade onde todos possuem a mesma dignidade humana.

O Sol nasce para todos
Organização Não Governamental para o Desenvolvimento
Facebook Youtube Instagram LinkedIn
Copyright 2021 Sol Sem Fronteiras Todos os direitos reservados
Design by: www.mediaminds.pt