Donativo
Notícias
Solsef
Conhece os voluntários do projeto Missão Nakumi 2019

Com um propósito missionário, o Padre Raul Viana, da família espiritana, fez o convite ao Padre Cláudio Belo, pároco da sua terra natal, de partir em missão para Moçambique onde se encontra. O convite foi aceite e lançado aos seus paroquianos (Vitorino dos Piães, Poiares e Navió), formando-se assim um grupo que partirá em missão em breve. O grupo conta com o apoio do Padre Tiago Barbosa bem como da Sol sem Fronteiras (Solsef). Nakumi, que significa "estamos vivos”, é o nome dado ao grupo que, em julho, se dirige para a Missão Católica de Itoculo.


Esta experiência de voluntariado missionário intervirá em várias áreas tais como a educação, saúde, pastoral e construção. O principal objetivo neste momento é a angariação de fundos para o que serão feitas várias atividades. Também a formação é essencial, estando a ser realizada em reuniões periódicas, contando com testemunhos de pessoas que já vivenciaram a realidade que os espera.




Raquel Barbosa
tem 19 anos e é estudante de Direito.
Força, coragem e determinação. Três palavras que guardamos no nosso pensamento e nos fizeram aceitar este grande desafio! 
"Amar e ajudar o próximo é servir a Deus e usar a sua palavra para tornar este mundo melhor".

 

Sofia Barbosa tem 22 anos e é licenciada em Ciências da Educação. 
Partir em Missão? Seguir Jesus? Sim! 
"Eu sou uma missão nesta terra, e para isso estou neste mundo". Missão é partir, caminhar, sair da nossa zona de conforto e ajudar o próximo.

 

Carolina Pereira tem 49 anos e é licenciada em Economia, a exercer funções na área financeira de uma autarquia local.
"Temos que ser a transformação que queremos no mundo", Mahatma Gandhi
Se queremos um mundo melhor, mais amigo do seu amigo, temos que dar mais, estar disponíveis para ir, sair da nossa zona de conforto e deixarmos de ser eu para sermos nós.
A missão em Itóculo é a oportunidade de vivenciar uma experiência única, verdadeira, intensa e de grande Amor.

 

 Alice Carvalho tem 60 anos e é ajudante da ação direta.

"Eu peço-te para construíres o futuro. Faz do mundo um lugar melhor. Por favor, não vejas a vida de longe. Vive. Jesus não ficou na varanda, Ele envolveu-se. Segue o exemplo de Jesus." - Papa Francisco.

 

 Jéssica Miranda tem 19 anos e é estudante de Marketing.

O mundo só se torna mais rico se conseguirmos dar um bocado de nós aos outros! Não é fácil..., mas também não é impossível. Se vamos? Vamos, com a certeza que deixamos o melhor de nós nos corações que nos acolhem.

 

 Jéssica Sagres tem 19 anos e estuda Estudos Culturais.

"O sentido da vida é encontrar o seu dom. O propósito da vida é compartilhá-lo.” Pablo Picasso

 

Catarina Felgueiras tem 25 anos e é estudante do Mestrado Integrado em Engenharia Biológica.
Ser voluntário é acreditar que fazemos a diferença com pequenos gestos, fazer do mundo um lugar melhor. Partilhar um pouco de nós com esse povo irmão em Moçambique, recebendo em troca o sentimento alegre e feliz da missão cumprida.

 

Ricardo Fernandes tem 33 anos. Com o Mestrado Integrado em Engenharia Biomédica exerce investigação na área da microbiologia. O Papa Francisco fala no "sonho missionário de chegar a todos", numa Igreja viva, acolhedora, que vai ao encontro das periferias, em jovens que não ficam no sofá a ver a vida passar. Por tudo isto, aqui estou eu para servir e ajudar este grupo a voar rumo ao "sonho missionário". A missão universal, e esta em particular envolve todos, tudo e sempre. E como diz S. Paulo: "aí de mim se não evangelizar".

 

Isabel Rosas tem 50 anos e é Professora de Matemática e Ciências. 
"Eu posso fazer coisas que tu não podes, tu podes fazer coisas que eu não posso; juntos podemos fazer grandes coisas." - Madre Teresa de Calcutá.

 

 

Bruno Amaral tem 44 anos e é trabalhador da construção civil. 
"O futuro da humanidade está nas mãos daqueles que são capazes de transmitir às gerações do amanhã razões de vida e de esperança" - São João Paulo II.

 

 

Bárbara Romão tem 20 anos e é estudante de Medicina Dentária. 
"Acredito que todos temos muito para aprender e para partilhar, é essa a vontade que me faz partir nesta missão."

 

 

Carina Correia tem 19 anos é escuteira e estudante de Farmácia.
"O Senhor ordenou pregar o Evangelho, pois Ele quer que a sua mensagem atinja a toda a criatura, a todas as nações, a todo o mundo, a todas as aldeias, a todo o lugar.
Jesus disse na Sua oração sacerdotal: "Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo”.
Quero ir nesta missão! Quero deixar o mundo um pouco melhor do que o encontrei!"

 

 

Céu Pereira, tem 46 anos e tem formação na área da educação infantil. 
"Este ano missionário pretende de mim e de cada cristão ser uma missão. O modo feliz de ser alegria, sempre e em qualquer circunstância. Tarefa diária de todos os batizados. 
Que se faça a transformação missionária da vida: pela oração, pelo testemunho, partilha e ação e sobretudo rezar e amar muito."

 

 

Lima Pereira (Paulo Pereira) tem 38 anos e é polícia.
Não adianta adorar a Deus se não nos amarmos uns aos outros como ele nos amou.

 

 

Cláudio Belo tem 42 anos e é Sacerdote.
"Ao longo deste Ano Missionário, de outubro de 2018 a outubro de 2019, façamos todos – bispos, padres, (…) adultos, jovens, adolescentes, crianças – a experiência da missão. Sair. Irmos (…), a um outro país em missão, para sentirmos que somos chamados por vocação a sermos universais, ou seja, a termos responsabilidade não só sobre a nossa comunidade, mas sobre o mundo inteiro.” É, sem dúvida, uma graça de Deus, estas paróquias que me estão confiadas, Navió, Poiares e Vitorino dos Piães, aceitarem este convite proposto pela Conferência Episcopal Portuguesa para este ano Missionário. Juntamente com um grupo de paroquianos vamos em missão, saímos para Moçambique, não esquecendo que a missão dada por Jesus aos seus discípulos é impressionante: uma missão ampla "por todo o mundo” (Mc 16,15), a "toda as gentes” (Mt 28, 19), eficaz nos "sinais” que a acompanham (Mc 16, 17), profunda e alegre, que só pode realizar-se desde a experiência do Ressuscitado e a sua colaboração confirmada (Mc 16,20). Do encontro com a Pessoa de Jesus Cristo nasce a Missão que não se baseia em ideias, nem em territórios, mas "parte do coração” e dirige-se ao coração, uma vez que "são os corações os verdadeiros destinatários da atividade missionária do Povo de Deus”.
Pessoalmente, diria que o que me dá mais prazer, satisfação nesta missão que vamos realizar no mês de Julho, em Itoculo-Moçambique, é poder falar de Jesus, a exemplo d’Ele, com as minhas mãos e os meus pés. Creio que ser missionário não se dá no fazer coisas, dá-se no SER. Ser presença, ser ajuda, ser acolhido, ser bondade, ser solidário, ser mão estendida a quem caiu, ser perdão a si próprio e aos outros, ser compassivo com a dor do outro. 
Na sociedade que vivemos, precisamos ser apaixonados por Jesus Cristo e mostrar esta paixão às outras pessoas com a vida, as palavras e o testemunho. Sou muito feliz sendo sacerdote, anunciador da pessoa de Jesus, deste grande amor de Deus para com todos. E é esta alegria que vou levar e partilhar, porque acredito que SER CRISTÃO É SER MISSÃO!


 


O Sol nasce para todos
Organização Não Governamental para o Desenvolvimento
Facebook Youtube Instagram
Copyright 2019 Sol Sem Fronteiras Todos os direitos reservados
Design by: www.mediaminds.pt