Voluntário
Notícias
Solsef
Conhece os voluntários do Projeto Ponte 2019

Neste ano missionário extraordinário, o Projeto Ponte tem como destino São Tomé e Príncipe e conta com sete jovens e um padre missionário da Congregação do Espírito Santo para embarcarem nesta experiência "Todos, tudo e sempre em missão”.




Ana Cunha tem 18 anos, estuda Gestão no Porto e é elemento do grupo dos Jovens Sem Fronteiras (JSF) da Foz do Sousa há 4 anos e mesmo no meio de todos os receios, é certo que tem vontade de testemunhar e partilhar o amor de Deus. Quer tornar o mundo melhor, servir e sair da sua zona de conforto. Aliás, para a Ana, ir em Ponte é, acima de tudo, não ter fronteiras!

 

Cátia Sousa é uma jovem de 25 anos, formada em Engenheira Química e Biológica, trabalha nas Tintas CIN e pertence aos JSF de Braga, na região Minho. Parte para este projeto com e por amor. É o amor que a move em tudo na vida e é com este amor que pretende embarcar no projeto, até onde Deus a levar.

 

Gonçalo Gouveia tem 23 anos, é natural da paróquia de Vila da Ponte, distrito de Viseu e da diocese de Lamego e estuda Engenharia Informática no Instituto Politécnico de Viseu. Pertence aos JSF de Vila da Ponte desde 2010 e parte com a vontade de dar um pouco mais dele mesmo, com espírito missionário e de coração aberto, afirmando que vai pronto para se entregar na totalidade à missão que Deus lhe traçou, sempre com alegria, Fé e disponibilidade.


Inês Marques é uma jovem com 20 anos, natural da Freixianda e estuda Venda e Negociação Comercial em Leiria. Entrou nesta aventura com o objetivo de descobrir um mundo diferente com a ajuda de Deus, pois é Ele quem nos conduz à descoberta.

Inês Oliveira é uma jovem de 21 anos, estuda no 2.º ano da licenciatura em Educação Social no Porto, e faz parte do grupo de JSF de Foz do Sousa há 5 anos. Para ela, partir em Ponte para São Tomé e Príncipe é levar sorrisos, é mostrar o amor de Deus, é servir e é, sem dúvida, mostrar que é feliz!


Mariana Dores tem 20 anos e é membro dos JSF deste 2014. Afirma que parte por Deus e que na bagagem leva o rosto de todos aqueles que contribuíram para cada passo ao longo da sua caminhada. A missão não tem fronteiras e por isso Mariana quer, como diz Santa Teresa de Calcutá, que todos aqueles que com ela se cruzem possam ser um poste de eletricidade, para que assim a eletricidade (DEUS) possa passar e inflamar corações.


Pe. Hugo Ventura, padre da Congregação do Missionário do Espírito Santo. Nasceu em 1975. Foi ordenado sacerdote em 2002, em Tires – Cascais. Esteve em missão na Amazónia durante 7 anos, na diocese de Tefé, no coração da floresta amazónica. Acompanhou nos últimos anos vários grupos de jovens a partir em experiências de voluntariado em Portugal, e em experiências de voluntariado missionário de curta duração (Brasil e Cabo Verde).


Pedro Lopes tem 18 anos, está a terminar o Ensino Secundário e pertence aos JSF da Foz do Sousa há 3 anos. É com a maior das vontades que decide deixar o conforto de casa em prol do Projeto Ponte de maneira a arriscar, ajudar o próximo, partilhar alegria e também voltar com muitas aprendizagens!


Desde outubro de 2018 que o grupo tem vindo a preparar o projeto, através de encontros de formação, de modo a poder realmente contribuir para este ano pastoral dedicado essencialmente à Missão.

Com o "sonho missionário de chegar a todos”, estes jovens, no mês de agosto, sairão dos seus sofás, assumindo a coragem de ser uma Igreja viva e abrangente.


O Projeto Ponte é fruto da parceria entre a Solsef, os Jovens sem Fronteiras e a Congregação do Espírito Santo.


O Sol nasce para todos
Organização Não Governamental para o Desenvolvimento
Facebook Youtube Instagram
Copyright 2019 Sol Sem Fronteiras Todos os direitos reservados
Design by: www.mediaminds.pt