18 de Agosto, 2022

Ajuda pública para pessoas com deficiência

Quase todos os países do Mundo têm algum tipo ajuda pública para pessoas com deficiência. A inclusão é responsabilidade de todos e, apesar de que a proteção das pessoas com deficiência é insuficiente em todo mundo, a maioria dos países estão a trabalhar nisso.

É preciso quebrar um preconceito!

Muitas pessoas acham que os países em desenvolvimento não têm recursos ou têm maus governos. Isto acontece, mas apesar disso foram criadas instituições básicas para ajudar os vulneráveis. Acreditar que o mundo está a piorar pode fazer perder a esperança de que vale a pena lutar por um mundo melhor.

Mas há um problema.

Em muitos países, os apoios estão ligados aos descontos e aos impostos, o que significa que os benefícios não podem ir para crianças ou pessoas que trabalham no setor informal. Assim, segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), apenas 33,5% das pessoas com deficiência grave em todo o mundo recebem alguma forma de pagamento.

E também esperança!

Nos últimos anos houve alguns progressos surpreendentes. Países como Brasil, Chile, Mongólia e Uruguai, por exemplo, estão a oferecer esquemas universais para pessoas com deficiência.

A Solsef também apoia projetos para pessoas com deficiência

Além da ajuda pública para pessoas com deficiência, as Organizações da Sociedade Civil também estão a trabalhar muito intensamente nesta área, e a Sol sem Fronteiras não é uma excepção. No âmbito da Cooperação Internacional já temos trabalhado com este tipo de beneficiários em muitos dos nossos projetos, pois todos estão abertos a toda a gente. No entanto, o projeto Aprendizagem Inclusiva, que decorreu em Cantuboel (Guiné-Bissau) com o cofinanciamento do Instituto Camões, I.P., teve algumas atividades dirigidas a pessoas com deficiência.

Uma das atividades foi o reforço do curriculum pedagógico para a integração de alunos/as com necessidades educativas especiais, sobretudo com a formação de professores nesta área.

Além disso, também criámos, no âmbito do projeto, um aviário. Graças a este novo serviço, vários jovens vulneráveis, entre os quais jovens com deficiência, arranjaram um emprego.